sexta-feira, 24 de outubro de 2008

OZONOTERAPIA - Resultados excelentes no tratamento de hérnias


Por enquanto, a eficácia da ozonoterapia, uma recente técnica de tratamento, está associada às doenças inflamatórias, com especial sucesso, nas hérnias discais. Os especialistas acreditam que o método promete combater outras patologias, apontando algumas vantagens: um método percutâneo, muito seguro, não é tóxico, nem incisivo.


Tratamento da coluna e hérnias discais
Relativamente ao tratamento da coluna, o ozono pode combater as doenças degenerativas, nomeadamente, as artroses e artrites, Sindrome Túnel Cárpico e dores ligamentares e articulações, sendo no tratamento da hérnia discal que a ozonoterapia tem resultados excelentes. O ozono é injectado directamente e sob pressão no espaço discal, alargando-o e podendo, assim, levar ao desaparecimento da hérnia. O efeito anti-inflamatório do ozono faz com que, na zona à volta da hérnia, haja diminuição da reacção inflamatória e a dor desapareça.


Patologias que trata
Nos últimos anos, a ozonoterapia tem sido muito utilizada no tratamento de patologias que afectam a coluna vertebral. Para além das doenças da coluna, a ozonoterapia tem sido utilizada em Dermatologia, em insuficiências vasculares, nomeadamente, dos membros inferiores, em alterações reumáticas difusas e patologias infecciosas crónicas. Em diversas doenças inflamatórias, agudas ou crónicas, a capacidade oxidativa do ozono pode funcionar como um eficaz método de tratamento.


Como actua o ozono
O ozono actua sobre os mecanismos inflamatórios e, ao reduzir a inflamação, não destrói nada. Somente reduz o volume à custa do controlo da reacção inflamatória. Para além disso, o poder oxidativo do oxigénio, acaba, também, por dizimar alguns microrganismos, como bactérias, fungos e alguns vírus. Indicada, assim, para as doenças que tenham um componente inflamatório marcado, ou que provoquem um défice de oxigenação tecidular (falta de oxigénio nos tecidos associada a irregularidades na circulação sanguínea), a terapêutica tem ainda sido utilizada localmente e por via endovenosa com melhoras acentuadas nas insuficiências venosas e nas úlceras varicosas dos membros inferiores e na isquemia dos membros.


Vantagens do método
Como principal vantagem, está o facto de ser um tratamento percutâneo, ou seja, sem qualquer incisão. É uma técnica não invasiva, sem método destrutivo, por isso, o procedimento é muito seguro, não é tóxico e pode administrar-se com segurança.


Sem comentários: